Contos da Cora – Episódio de hoje: "Vitória"

Ela o manda ir pra cama. Como uma ordem.

Ele hesita.

Ela então muda o tom: “Eu acho que você devia ir pra cama” – aconselha.

Ele sorri sem mostrar os dentes, um pouco irônico,  como quem pensa que além do tom de voz ela mudou a tática.

Ela o deixa plantado na sala com a sua cara irônica e anda até o quarto.

Ele a segue. Segue porque aquela casa é dele e não vai deixá-la perambular pelos cômodos se apoderando de tudo. Não. Ele já entendeu que ela gosta de dar ordens e que se ele se descuida ela toma todos os espaços.

Os dois chegam ao quarto quase juntos. Ela para ao lado da cama e espera que ele deite.

Ele, por pirraça, continua de pé.

Ela começa a se despir. Joga a camisa num canto do quarto. Desabotoa o short e o deixa cair no chão. Tira um pé e depois o outro e ali mesmo fica.

Ele continua de pé. Meio catatônico, meio desconfortável. Como quem corre um risco.

Ela fica nua. A princípio ele olha tão fixamente o olhar que ela lhe lança que nem percebe a nudez.

O olhar dela se desvia para a cama. Libertos, os olhos dele reparam o corpo agora nu da mulher . O restante da roupa se foi.

Ele, por reação, está de pé.

Ela diz que ele “devia” ir pra cama, ela usa “devia”, com um tom é de quem pede, como quem diz “podia”. Ele até ouve um “por favor” que ela não disse.

Ele deita e ela sobre ele.

Os seios nus sobre o peito dele, a boca aberta junto à dele, a respiração suave e morna se misturando no pequeno espaço entre os dois.

Ela se deixa tocar. Um braço, o direito, comprimindo as costas dela diminuindo o espaço entre os corpos. O braço esquerdo atravessa a extensão do tronco. O punho repousado na bunda enquanto a mão retorcida mete-se por entre as pernas. Os dedos encontram a umidade de suas mucosas. Ela derrete-se.

Ainda que completamente submetida por aquele homem ela sussurra em seu ouvido, rindo, vitoriosa:

“Você está na cama?”

Espalhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp
coramade

coramade

Cora Made é uma autora convidada e este texto não representa a opinião do Bobolhando. Somos um site aberto às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob uma licença Creative Commons e você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e ao nosso humilde blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Youtube dos primórdios:

Bobolhando no Youtube

Clique no botão e inscreva-se no nosso canal!
Ative o sininho! Não faça serviço pelas metades!

Bobeiras mais lidas:

Publicidade:

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.