Saiba o porquê o evento chama-se “Rock in Rio” mesmo sem ser 100% Rock

Mais um Rock in Rio rolando e mais um ano cheio de polêmicas e comentários críticos quanto à palavra “Rock”  no nome deste evento que se tornou Mundial em 2004, quando teve sua primeira edição em Portugal.

A birra de todos é achar que o Rock in Rio é verdadeiramente um festival 100% Rock, o que não é. Desde sua primeira edição, em 1985, na qual teve (pasmem) Ivan Lins como uma das atrações, as críticas persistem e as dúvidas sobre o nome permanecem.

rock-in-rio

Rock in Rio. Mais que um evento, uma homenagem.

Resolvemos, então, investigar o porquê disso e descobrimos Juliano Artini Wanderccoc, um Capixaba de 50 anos, filho de Pomeranos de Venda Nova do Imigrante e um dos organizadores e fundadores do evento. Muito objetivo em sua explicação, Juliano disse:

“Minhas raízes Capixabas, mesmo morando há 30 anos no Rio de Janeiro, não me impediram de poder homenagear a minha terra natal. Todo mundo sabe, e agora todo mundo mesmo (risos), que ‘rock’ no Espírito Santo quer dizer ‘festa’ ou ‘balada’. Se eu fosse Nordestino, o evento se chamaria Forró in Rio, mas não iria dizer que só teria forró, entendeu?”

Ainda em meio de risadas, Juliano comentou que, se fosse Paulista, jamais colocaria “Balada in Rio”, pois poderia ter outro tipo de conotação nas terras Fluminenses e que pensaria em um outro nome.

Agora que o mistério acabou e você já sabe o motivo de se ter tantos ritmos diferentes sendo executados no Rock in Rio (como Ivete Sangalo e Beyoncé), já pode parar de se questionar e criticar o evento que, na verdade, é uma homenagem de um Capixaba no Rio de Janeiro.

Espalhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Rogério Lima

Rogério Lima

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Continue lendo

Posts relacionados