O fígado e o Fim de ano

Era fim de ano. Época onde tudo é melhor… As amizades ficam mais fortes, as bebidas mais doces e as comidas bem mais saborosas. Tudo estava perfeito, até o fígado dele parar de funcionar. Seria por causa de uma lasanha de microondas? Sim, daquelas que exalam os aromas de conservantes junto ao queijo com pequenos pedaços de gelo que derretem na boca. Ele no dia 30 de Dezembro, a meia-noite decide comer uma dessas inteirinhas. Sozinho.

Ululante o fato de que acordaria com a sensação de ter os barulhos dignos no Etna em erupção em sua barriga, um gosto de chorume na boca e um enjôo que se sente ao cruzar o mar mediterrâneo de barco. Estava com o figado estragado.

Até então ele apelou de tudo: Sublinguais, mascar folhas de boldo, dar três pulinhos, fazer promessa ao santo mas nada adiantava. E o pior é que ele estava esperando exatamente o dia para comemorar, afinal, no dia 31 de Dezembro era aniversário de um antigo companheiro de quartel e obviamente, reveillon, o que seriam dois motivos para beber sem culpa e sem ter que trabalhar nos próximos 5 dias, no mínimo.

Não poderia se conformar! Ao meio dia onde a família preparava os assados, as farofas e tudo aquilo que você se entope de comer antes do porre de ano novo, era preparado, e já com alguns goles de cerveja que seu pai degustava. “Tome um gole, o amargo te fará bem” recomendou seu pai com total deboche de sua ridícula situação. Tentou provar, pois afinal não era qualquer cerveja, era uma Red Alle daquelas vermelhas que parecem vodka com seus 36% de álcool. Falhou miseravelmente, só de sentir o cheiro, correi pro banheiro e colocou os poucos remédios que tinha no estomago para fora.

Voltando do banheiro com uma aparência cadavérica de branco, alguns amigos o chamavam na porta de casa para comer a “ultima feijuca do ano”. Foi, e logo ouviu de um amigo:

– Vai ser show! O cara lá já esta fazendo ela no capricho, sem falar que cozinhou tudo com banha! – Disse o amigo feliz como uma criança na loja de doces.

Ele apenas voltou para casa e apanhou um desses sacos de vomito.

Chegando no tal lugar, foi praticamente uma tragédia grega. Todos comendo esbaforidos, degustando tudo aquilo e ele, no maximo que conseguiu comer foram algumas folhas de almeirão e couve com uns respingos de feijão. Beber? Nada descia, enquanto os amigos degustavam uma caipirinha feita com a cachaça que a avó de um deles, mineira, tida feito, ele ficou na água tonica dando alguns singelos goles.

Vendo aquela cena de sofrimento, um dos amigos metido a alcoólatra beberrão disse a ele:

– Vamos, tome um gole de caipirinha. O limão via te cortar isso tudo na hora!
– Jamais!! – Disse ele chorosamente – Se eu beber isso viro do avesso no banheiro!!

O tempo passou. Veio a tarde, mais cerveja, tequila, leitão assado. E ele na água com Dramin B12. A noite, pessoas com churrasco, farofa, alguns já estouravam alguns fogos e ele no banheiro. Até mesmo o cheiro da pólvora o enjoava. E o tempo passou ainda mais.

Já era o novo ano! Todos se abraçavam e comemoravam! Ele dava seus gritos também, mas no banheiro e de dor. Já estava praticamente um cadáver de um dos filmes de Dan O´Bannon.

Saiu do banheiro praticamente as 2 da manha e se sentindo muito mal se juntou aos amigos, já bem altos e cantarolando em volta de um violão. Uma amiga com um copo de caipirinha de sakê disse a mesma coisa que ele ouviu o dia todo “Tome um gole!! Isso passa na hora!”

Ele se irritou, tomou o copo da mão dela com o pensamento “já que perdi o ano, se perder o fígado vai ser lucro” e deu um gole na bebida cheia de álcool e limão como se fosse um beduíno degustando água no deserto.

No primeiro gole o enjôo passou por completo e ele de imediato, se sentiu melhor.

Espalhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp
Picture of Thiago Caetano

Thiago Caetano

Thiago Caetano é um autor convidado e este texto não representa a opinião do Bobolhando. Somos um site aberto às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob uma licença Creative Commons e você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e ao nosso humilde blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Youtube dos primórdios:

Bobolhando no Youtube

Clique no botão e inscreva-se no nosso canal!
Ative o sininho! Não faça serviço pelas metades!

Bobeiras mais lidas:

Publicidade:

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.