Veja as novas Honda CB 300R e XRE 300

2009 é o ano do pulo-do-gato da Honda. Depois de ser praticamente passada para tras pela Yamaha e seus modelos Fazer e Lander 250 ambos com injeção eletrônica, em 2009 a fábrica Brasileira decidiu descontinuar os modelos Twister e Tornado, que vinham sendo fabricadas desde o ano 2000 (?) quando substituiram a Strada e a XR 200.

cb300r-twister-2009

Além da injeção eletrônica e da nova cilindrada do motor, os novos modelos da Honda foram totalmente modernizados para atender as exigências dos consumidores que estavam decepcionados com a repetitiva Twister e a falta de itens de segurança na Tornado. Na CB 300R, que ficou muito parecida com a nova CBF 600 em muitos aspectos visuais, um novo painel e  posição de pilotagem foram alteradas. Já a XRE 300, ficou parecida com uma mistura entre os modelos  XTZ 250X, Lander e XT 660 (ambos da Yamaha) e ainda, nessa mistureba, itens dos modelos “Motard” da Sundown e XTZ (Yamaha).

xre300-tornado-2009

Mas, como é de praxe, não estou aqui para elevar o ego de ninguém, muito menos da Honda. Mas como consumidor e ex-funcionário de uma concessionária Honda, tenho (e me sinto obrigado) a abrir os olhos de todos. Primeiramente, falemos sobre a suspensão da CB 300R. Qual o problema da Honda em colocar uma balança de alumínio e uma suspensão do tipo “Pro-link”, já que fizeram um upgrade tão grande na “baleiada” Twister? Ponto negativo.

Continuando na parte traseira da nova CB 300R, um freio a tambor em uma moto tão bonita quanto ela fica até desproporcional. Achararia cabível um freio a disco na roda traseira. Entretanto, a nova XRE 300 provou que foi influenciada por uma briga de concorrência com a Lander (Yamaha) e veio com o disco traseiro, o que vai agradar a praticamente todos os fãs da motocicleta.

O motor. Ah, o motor. Quantas vezes tiveque fazer garantia de cabeçotes inteiros da Twister. Sem contar com o problema da corrente de comando (que também é um fantasma na vida dos proprietários da CG 150), que nunca foi resolvido completamente sempre sanados com paleativos como troca de peças e recalls. Tomara que a CB 300R e a XRE não tenham herdado essa maldição que tanto assola os usuários da Twister e da Tornado.

Infiltração na Twister e apagão total no painel da Tornado era uma constante. Tomara que essa nova geração de painéis dos modelos da Honda, não apresentem esse tipo de problema tão chato para quem compra uma motocicleta zero quilometro.

Injeção eletrônica. Me dá medo usar uma motocicleta Honda com esse sistema. No manual (e no adesivinho que vai colado nela) da Biz 125 é bem claro quando diz que “danos causados por falta de combustível, não são passíveis de garantia”. Traduzido, se por um acaso você deixar a gasolina acabar e der problema na injeção, o prejuízo é seu e não poderá trocar a peça em garantia. Meu medo maior é na CG Mix, a moto Flex da Honda, que em letras miudíssimas em seus anúncios mostram que o tanque de combustível tem que ter obrigatóriamente 20% do que você abastecer de Gasolina. Ou seja, a moto não é totalmente Flex, já que não se pode encher o tanque de álcool.

Este projeto que já tinha sido anunciado pela Yamaha quando a Fazer foi lançada, nada mais é que um medo da Honda de perder sua farpela na participação de vendas de motocicletas no Brasil, tanto é que a Honda trouxe de volta a sua Scooter, a Lead, que tem 110 cilindradas.

lead-vespa-hondaCom a Lead, a Honda quer tomar tirar da Yamaha (Neo), Suzuki (Burgmann) e da Sundown (Future) a participação nas vendas de modelos Scooter que já não contava com a marca desde quando parou de fabricar seus modelos no Brasil.

Basta esperar agora, na briga Honda x Yamaha, um modelo concorrente a altura da Xt 660 e com a durabilidade e confiança para poder ser a substituta da NX Falcon. Ficaremos anciosos.

***

Vejam fotos em alta resolução e dados técnicos no site da Honda.


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

28 Comentários/Trackbacks

  1. aos olhos de um profissional fica melhor olhar pra Honda acho que veio legal essa xre 300 espero que realmente possa agradar pq sou fã da tornado

    bruno moreno / Responder
  2. Minha pergunta é a seguinte: porque um palama alto e outo rente ao pneu dianteiro. Se o estilo da moto é off road, não exitste paralamas desta forma, pois em uma estrada de barro pode provocar travamento do pneu.

  3. espero ter bons resultados da nova cb 300r pois sou fas da cb ha anos parabens para honda mais uma vez fazendo o melhor para todo brasil….!

  4. A nova cb 300r ficou um arrazo……….!!!

    Edson Gatinoni / Responder
  5. a cb 300 ficou show de bola mas só estragarão uma coisa…..não colocarão freio a oléo trazeiro……

    DANILO NASCIMENTO / Responder
  6. É o fim das off road para amadores como eu. Terei que ter duas motos. Depois do fim da DT-180, é o fim de mais um legado. Só tenho a lamentar o fim da Tornado. Abraço aos trilheiros de final de semana espalhados pelo Brasil.

    Fábio Sampa / Responder
  7. como e que uma moto linda como a cb 300r pode nao ter freio a disco na trazeira? isso e inaceitavel.

    arlindo / Responder
  8. espero q a nova XRE300 tenha marcador d combústivel na painel, pois a tornado ficou deveno

    Eziel / Responder
  9. a cb300 é a sozia da horneti

    neto pintão morro agudo / Responder
  10. parabens ,,,,,,,,,,,essa cb 300r e d+++++++++++++++++++++fuiiiiiiiiiii

    roni / Responder
  11. espetacular os dois modelos da honda 300 cl

    Aldemir Oliveira / Responder
  12. A nova cb 300 r e muito foda pra empina ela levanta muito facil

    rodrigobitti elten / Responder
  13. a nova xre 300 fikou mto feia.. ela e igual a moto dos power ranger (desenho animado) as carenagens do guidon sao fixas o q deixa a moto com um designe mto feio.. gostaria q a honda continuase a fabricar a tornado.. pois ela é a melhor moto dessa categoria..

    alfredo / Responder
  14. Pq todo mundo fala que a XRE é parecido com a moto do power ranger ?? Chega né ! Vamos ser mais criativos pessoal !

    Ganna / Responder
  15. na cb só falto o friu a disco na roda traseira..por que a moto ficou muito lokaaaaaaaaaaaaaaaaa

    luciano / Responder
  16. Bem, depois de ter várias motos de várias marcas (á mais de 30 ano tenho moto) ontem (10/09/09) comprei uma XRE e tenho certeza que irei gostar. Essa de dizer que parece o mosquito da dengue, moto do japson, etc…não interessa…o que interessa é o estilo futurista e moderno e não a visão conservadora. Parabéns a Honda, não desmerecendo outras marcas.

    bergson / Responder
  17. comprei uma xre300 e estou decepcionado com a suspencao trazeira dela , quando saio para passear com minha esposa parece que estamos numa honda biz de tanto que a trazeira dela abaixa e nao somos pesados nao ta.

    jose luis / Responder
  18. A moto ficou muito bonita e muito boa de andar, mas acho uma pena acabar com uma moto igual a tornado 250, é uma maquina, na opinião vai abrir mercado pra lander, mas fazer oque, quem sou eu, mas a tornado 250 é uma maquina inesquecivel!!!!!!!

    Junior / Responder
  19. e as motos mai çindas do mundo

    fabio luis / Responder
  20. pow a xre realmente parece com as motos do power rangers………..
    e a 300r eh ridicula!!!
    pq eu tenho uma hornet 600f

    bruno / Responder
  21. pow a xre eh moto power ranger….
    ea 300r eh lixo.
    eu tenho uma hornet 600f maravilhosa….
    tenho orgulho d falar q paguei 45 mil na bucha

  22. po a cb 300 ficou linda so faltou mesmo o frio a disco traseiro!!!!!!!!!!

    jonas / Responder
  23. só quem não conhece moto pode falar que xre ficou feia
    principalmente esse cara que fala que comprou uma hornet
    a vista seu mentiroso. as vezes vc nao tem nehuma bicicleta.

    ruy barbosa / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.