Fórmula mágica para uma viralização eficiente na internet

Não gosto muito de usar vídeos de grandes canais para postar aqui no blog, pois eles já tem views e divulgação suficiente. Gosto de dar vitrine para novatos (principalmente os bons), mesmo não tendo tanto ibope assim. Faço isso principalmente depois que aboli o padrão “postar coisas que todos postam”, como visto neste post, fato que me fez perder 80% da audiência. Mas este vídeo, que você verá abaixo e que foi criado pela galerinha do Galo Frito, é um exemplo sensacional de como andam as coisas que fazem sucesso no Youtube e na internet em geral e serve perfeitamente para ilustrar este texto. E, antes de você praguejar falando: “Internet é pra agente se divertir. E pornô”, saiba que, obviamente eu sei disso.Veja, então, o clipe:

Faltaram falar “Bunda”, mas isso você pode ver aqui.

O contexto todo, para você que ainda não entendeu é: O bem feito, o caprichado ou o trabalhoso, infelizmente, não faz sucesso. São raras as exceções. Muito poucas, eu diria. Acho que o que se encaixa nestas qualificações são coisas bem feitas, caprichadas e trabalhosas de quem já está no topo. Afinal, até coisas ruins, de pessoas que estão no topo, fazem sucesso e/ou viralizam.

E, por ser tão difícil conseguir manter bons padrões quando se é pequeno e/ou quando não se tem infraestrutura, muitas coisas boas acabam morrendo, como blogs e canais de vídeos.

Infelizmente, gatos, bebês e peitos (principalmente os em slow motion) fazem qualquer coisa bombar. Fórmula certa. Fórmula garantida. É a cereja do bolo para um público que não gosta, principalmente, de ler e entender o que está escrito.

Enfim, pelo bem ou pelo mal, continuaremos a nadar na contramão do sistema, até o ecossistema internético mudar seus hábitos naturais.


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.