Bobeira nível:

Divisão de maus

“inspirado” no poema de @taciop aqui ; publicado originalmente aqui.

Pegue logo esta sacola

Saudade é esmola pelo que você já me deu

Não tenho mais dúvidas

Estou certa de que não devíamos jamais

Ter nos arrematado sem laços matrimoniais

As carícias

– meras dívidas –

Não foram esquecidas

Porém, sucumbidas ao teu medo da sociedade

(mera vaidade)

Ou viadagem, diriam amigos meus

Não me importa mais se és mau ou bom

Eu fico com as surras

Você, com as caixas de som

Que elas afastem tuas noites de insônia

E teus amigos descrentes. Pamonhas.

Teus segredos eu faço questão de contar

De rasgar cada fio de confiança que alguém tinha em você.

Por quê?!

Pelos simples prazer de ainda ter algo a dizer…

Quero de volta os DVDs

O tempo que perdi com você

Minha vontade de casar e ter filhos

Minha esperança, meus trilhos

Meu caminho.

Portanto, por aqui fico eu,

Pois pra mim você morreu

E nem herança eu recebi.

(…)

O atestado é verdade e dou fé,

Quando eu quis você deu no pé.

Eu acho que foi nada, e que é tarde,

até…

Espalhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp
Mel

Mel

Mel é uma autora convidada e este texto não representa a opinião do Bobolhando. Somos um site aberto às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob uma licença Creative Commons e você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e ao nosso humilde blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Youtube dos primórdios:

Bobolhando no Youtube

Clique no botão e inscreva-se no nosso canal!
Ative o sininho! Não faça serviço pelas metades!

Bobeiras mais lidas:

Publicidade:

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.