Bobeira nível:

Dia de jogging

Dia de jogging (ou “Cooper” para aqueles que gostam de fazer trocadilhos imbecis).  Observo pessoas trotando como se fossem éguas desesperadas no cio por apenas uma silhueta bem definida. Será mesmo que todos ali estão para andar, correr ou ali desfilar?

Observo uma infinidade de cores. Bermudas e “shorts” laranjas, pares de tennis da Nike que valem mais que um comentário do Cardoso. Camisetas Fila e Diadora. Velhos, crianças… Não se tem idade para a “geração saúde”, mesmo que a geração esteja praticamente no fim.

Um senhor magro corre com suas pernas de garça limpando o suor dos óculos. Uma bem nutrida senhora anda toda empinada dentro de sua calça pink agarrada que ela guarda desde os tempos que o site Humortadela era ainda um site engraçado. Uma menina com seus 20 e todos anos passa por mim como se fosse desmontar, embalada com seu “hiphone” preso a cintura escutando certamente algum hit da medonha Stefhany.

Ciclistas passam por nós como se fossem maratonistas… Tenho um pingo de inveja deles, se exercitando e ao mesmo tempo exibindo seu físico, mas isso acaba de súbito quando ao passar escuto o papo deles sobre um tal show da não-sei-quem-Leitte que terá na cidade.

A sociedade ignorante mas feliz caminha, corre, trota, grunhe e se acaba em suor em prol da saúde, dos bons costumes alimentares tentando esticar um pouco mais a sua vida conformada na pobreza ou na ignorância rica a mais alguns anos.

Nada ali importa. Idade, costumes, crenças, raças, nacionalidade, tudo isso é deixado de lado a favor da saúde. Ali posso ver um judeu correndo sem ninguém se incomodar com isso. Eu poderia até dizer que ali alguém poderia fazer alguma piada sobre King Kongs na cidade grande pegando loirinhas sem o Helio de La Pena ficar com raivinha e ofendidinho.

Ali o mundo é outro, o que importa é ser saudável, espantar o sedentarismo, o tabagismo, o alcoolismo, o que importa é ficar em forma, estar antenado nas novidades sobre saúde, disposição, fitness e tudo isso que vale a pena: Não comer em excesso e evitar a malvada gordura.

Todos correm. O ar exala saúde e bons hábitos…

E eu aqui, observando de longe isso tudo, sentado, fumando meu cachimbo depois de almoçar uma feijoada completa com uma caipirinha com muita cachaça e açúcar.

Espalhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp
Rogério Lima

Rogério Lima

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Youtube dos primórdios:

Bobolhando no Youtube

Clique no botão e inscreva-se no nosso canal!
Ative o sininho! Não faça serviço pelas metades!

Bobeiras mais lidas:

Publicidade:

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.