Cuidar da vida dos outros é mais fácil que cuidar da sua própria

Fofoqueiros são aqueles seres estranhos que sabem muito mais da sua vida que você próprio. Algumas vezes, estes seres tomam conta tanto da vida alheia que param de cuidar da própria vida deixando casamento, trabalho e até mesmo os filhos de lado para saber o que você está fazendo no seu íntimo. Este vídeo da galera da +1 Filmes, da Bahia, mostra como é o cotidiano de um fofoqueiro nato:

Antes de casar, quando ainda morava com a minha mãe, tínhamos uma vizinha assim. Ao contrário do que significava o nome dela, ela não era nada doce. Era uma pessoa maltrapilha, que não trabalhava e que até (pasmem) dava comida para o cachorro do vizinho da frente por que ela achava que ele (o vizinho) demorava muito na rua e o animal ficava com fome. E isso é apenas uma das milhares de histórias que tenho para contar desta minha ex-vizinha. Um certo dia, o marido dela ficou doente e, no lugar de cuidar do marido a fim dele não ficar pior da sua saúde, ela simplesmente saia de casa e ficava perambulando pela rua, coletando ou observando acontecimentos para prosseguir com o seu passatempo preferido, que era fofocar.

Infelizmente, o marido desta profissional da fofoca (mais que o Leão Lobo) morreu e, no lugar de lamentar, deu graças a Deus que ele tinha ido. Assim, ela não se distraía dos seus objetivos, presumo eu.

Fofoqueiros (homens e mulheres) assim tem aos milhões no Brasil e, assim como o consumo de porcaria na internet é grande pois tem público que consome porcaria, o “mercado da fofoca” é um dos que mais movimentam grana no País. Já pararam para reparar quantos sites, revistas e programas televisivos com fofocas que existem? Cheguei até a trazer o Blogando e Andando para este ramo. Deu até um resultado. Mas, infelizmente (ou felizmente) eu não me dou com este tipo de assunto. Me faz mal cuidar da vida dos outros e nem olhar a minha. Tanto que descontinuei-o e trarei uma nova empreitada para o domínio principal em breve.

Mas a fofoca sempre faz vítimas. As que mais geraram burburinho nos últimos meses e fizeram a alegria da Sonia Abraão e da Fabíola Reipert foram, sem dúvidas, Scheila Carvalho com Tony Sales e, esta semana, o caso de Cauã Reymond com a Isis Valverde. Sobre este último acontecimento, só tenho a comentar que sinto muita inveja do rapaz.

Enfim, disso tudo o que fica é: um comentário sadio sobre a pessoa, sem inveja, sem inventar histórias comprometedoras é válido. Denegrir com comentários, como a maioria dos fofoqueiros fazem (como exemplificado no vídeo acima), eu acho totalmente desnecessário.

E outra coisa: Cuidado com o que você fofoca. Você pode evoluir de fofoqueiro à X9 em questão de minutos. E com X9, você já sabe o que rola.

UPDATE (28/10/2013): A galera do Desconfinados publicou hoje uma outra modalidade de fofoca: A de loop infinito elevada:

E as namorada?


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.