Bobeira nível:

Copa do mundo, Cala Boca Galvão e outras frivolidades.

Pensando que todo brasileiro “está” patriota pela Copa do Mundo, vamos a umas perguntas básicas sobre o Brasil:

1 – O que é ou de quem é aquele “rosto” que está estampados em todas as notas de Real?

2 – O que REALMENTE representam as cores da Bandeira Nacional? (Não estou falando da mentira do verde ser floresta e amarelo o nosso ouro, porque isso é bobagem.)

3 – Quando é a Independencia do Brasil e porque diabos lutamos para sermos Independentes de Portugal?

Pararei por aqui porque CERTAMENTE sem apelar para o google e etc, ninguém sequer sabe do que estou falando.

O povo brasileiro se resume em apenas uma palavra: Frivolidade.

Para quem não está acostumado ao termo, FRIVOLIDADE quer dizer “bobagem” . E porque isso?

O Brasil está atrás da tão odiada por todos Argentina em vários quesitos como educação, saúde, economia  e por ai vai. O brasileiro está feliz porque tem uma seleção “Pentacampeã”.

Tirando o fato de que a palavra “pentacampeã” sequer existe, para que serve este titulo? NADA. E você sabe disso.

Enquanto o país para por causa de um jogo de futebol (Que não sei se você sabe mas NÃO foi inventado por brasileiros)  o nosso PIB (Produto Interno Bruto) é mordido 30% pelo governo para “Pagamento de Folha”. Mordem 30% do que EU e VOCÊ produzimos para pagar salários em Brasilia.

Mas o que importa é que o Brasil é Penta.

Enquanto você gasta seu rico dinheirinho comprando fogos, nosso crescimento está abaixo de paises como Guatemala, Honduras, Argentina, Chile e etc, embora nosso arrecadamento (PIB) esteja entre os 10 maiores no mundo.

Mas o que importa é que o Brasil é Penta.

Enquanto tratarmos nossa bandeira como uma simples flâmula de time, isso aqui será o lixo que é. Porque ser patriota apenas a cada quatro anos? No jogo de ontem (Brasil x Coreia do Norte) somente em SP mais de oito mil pessoas se aglomeraram no Anhangabaú para assistir a partida.

Imaginem se esses oito mil (fora os outros espalhados e aglomerados em outras cidades do Brasil) usassem essa “energia” e “patriotismo” para mudar alguma coisa que preste. Ou você acha justo que 8% do seu salário vá para “obras assistenciais” pra ajudar quem não curte trabalhar?

Ao invés de se movimentar, tentar lutar contra absurdos como “Auxilio Reclusão“, o brasileiro se orgulha de criar o “movimento” Cala Boca Galvão.

Pense em uma situação:

O rádio está tocando Calypso e seu gosto musical vai de Chopin ao máximo até Edith Piaf.

Qualquer pessoa sã simplesmente iria levantar, mudar de estação e escolher algo que lhe agrade. Não o brasileiro.

Sim caro amigo, o brasileiro ao invés de simplesmente mudar de canal prefere ficar passando por ridículo criando movimentos e até imprimindo faixas para levar ao campo. E para que? Para se aparecer.

Antes de ficar dando moral para memes ridiculos ou para frangotes que adoram dizer que “Isso não faz sentido”, pense no que VOCÊ daqui a alguns anos vai dizer para seus filhos…

“Seu bisavô lutou na segunda guerra. Seu avô lutou contra a ditadura e o papai, apoiou o Cala boca Galvão”.

A escolha é sua. Se você acha legal ser um idiota, vá em frente. Só por favor não leve o nome daqueles que já deram a vida pelo Brasil para a lama, junto com sua raça.

Espalhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp
Picture of Thiago Caetano

Thiago Caetano

Thiago Caetano é um autor convidado e este texto não representa a opinião do Bobolhando. Somos um site aberto às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob uma licença Creative Commons e você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e ao nosso humilde blog.

13 respostas

  1. 5/5
    Ruim mesmo é ver gente (teoricamente) instruída e inteligente dizendo no twitter que “essa do cala boca galvão foi a maior vitória da internet brasileira”. Dá pena. Pena de um país que, mesmo quando se reúne em um pseudopatriotismo diante do mundo, se mostra bobo, infantil, mentiroso.

    Aí a Inglaterra manda contêiner cheio de lixo pra cá e depois a gente não sabe por quê. Somos só um bando de babuínos rindo para o mundo: “haha, enganamos vocês”. Quanta merda.

  2. O que eu gostaria realmente de dizer aos meus netos é “O vovô viveu em uma época em que felizmente não foi preciso mandar nenhum jovem para morrer em uma guerra desnecessária.”
    Não vejo orgulho nenhum em dizer que lutou na guerra. Guerra essa aliás que nem era nossa. Quanto à ditadura, tenho orgulho do meu pai não ter sido um revolucionário, pois talvez eu nem estaria aqui se fosse o caso.
    E as perguntas que fez no começo do post pra mostrar que sabe tudo, não vai respondê-las não? A das cores eu realmente achava que era aquilo que você disse que é bobagem, poderia me dizer qual é a verdade?

  3. As cores da bandeira nada mais são do que as cores que foram herdadas do “pavilhão pessoal dos príncipes reais do Reinode Portugal, Brasil e Algarves”.

    O rosto ou “efigie” representa a Republica, nossa suposta “liberdade”.

    Comemorada no 7 de Setembro, o Brasil tinha a necessidade como fator principal de se ver livre da carga tributária (impostos) que pagavamos a Portugal.

    Algo mais?

  4. Concordo com isso: “O que eu gostaria realmente de dizer aos meus netos é “O vovô viveu em uma época em que felizmente não foi preciso mandar nenhum jovem para morrer em uma guerra”

    A copa do mundo de 2010 esta tendo a maior pegada ecológica (emissão de gases potencializadores do efeito estufa) da hitória e maior pegada recente de todas as atividades da Africa do Sul.

    Sobre a parte da ditadura, meu pai lutou e muito, mas não com armas na mão. Eu ainda sou uma daquelas pessoas que “acreditam nas flores vencendo o canhão”.

    Não é preciso guerra, mas é preciso educação e MUITA ação.
    Sem protesto não há progresso né?

    Eu luto (especialmente) pelo aboliciosnismo animal e pela questão ambiental e sei, que se cada interessado pelo tema fizesse um pouquinho, as coisas estariam muito mais adiantadas no Brasil.

  5. Isso é pura demagogia. Pq vc esperou uma copa do mundo pra apregoar sua “revolta verde-amarelo”?. Futebol faz parte da nossa cultura, não acho ridículo torcemos por uma seleção quando esta representa o país no esporte mais popular do mundo, enfim, post como os seus se espalham aos montes em épocas como esta.

  6. na verdade toda a comoção em torno da copa e outros acontecimentos midiáticos é bobagem, o calabocagalvão é uma bobagem de alcance infinitamente menor, mesmo q pareça aos particiantes uma coisa interessante devemos lembrar q o twitter e seus efeitos nao sao conhecidos por 90 por cento da população e qualquer textinho pseudo-revolucionário, old, sem assinatura e recauchutado, divulgado pela internet, tb é uma bobagem como qualquer outra, sem efeito na vida prática de ninguém… e as coisas q o texto acusa o brasileiro nao é, claro, exclusividade sua.

  7. Gosto de futebol e não vejo problema nisso, mas com certeza o problema nossa apatia e falta de preocupação com a realidade na entre copa, mas enfim a fórmula de Roma deu certo, Panis et circensis.

  8. Puuutz, um texto tão bem escrito e elaborado e TÃO condizente com a realidade só poderia ser do Thiago [lindo] Caetano .. o italiano mais inteligente que conheço (na verdade é o único, mas é o mais inteligente sim!).
    Texto excelente ! Parabéns =D

  9. Calma, é só um país. Uma idéia totalmente abstrata. É inútil saber o que significam as cores da bandeira, o motivo da Independência ou a efigie das cédulas. Eu até sabia a resposta, mas não por nacionalismo. Agora, estranho é, em um post nacionalista, comparar Calypso a Chopin e Piaf ao invés de Villa-Lobos e Francisco Alves.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Youtube dos primórdios:

Bobolhando no Youtube

Clique no botão e inscreva-se no nosso canal!
Ative o sininho! Não faça serviço pelas metades!

Bobeiras mais lidas:

Publicidade:

Get The Latest Updates

Subscribe To Our Weekly Newsletter

No spam, notifications only about new products, updates.