Big Brother Brasil: Há controvérsias

Relutei muito. Pensei. E ainda me pergunto: Ainda vale a pena perder meu tempo falando (ou digitando, se preferir) sobre Big Brother Brasil, Pedro Bial, Boninho e seus Blue Caps?

Pois é. Tenho que falar e falar o que eu penso, é claro. Até agora só vi em sites que fulano saiu antes de entrar, fulano peidou, ciclano trocou de roupa na frente da PQP e pagou peitinho e por aí vai. Inclusive, aqui no Bobolhando, estamos fazendo (e com certeza faremos mais) “posts caça-paraquedistas”, já que dentro desses 3 meses de idiotice na maior emissora do país, na internet, o “BBB” será um dos termos mais pesquisados no Senhor “Onissapiente” da web, fazendo com que blogueiros “ninjas” aproveitem isso para elevar o numero de visitantes do seu blog.

O Big Brother Brasil é, definitivamente, o espelho da nova cultura Brasileira: Onde “Latinos” são hits em radios, Mulheres Frutas são pagam de inteligentes e programas onde vidas e personalidades de pessoas que querem ser pseudo-artistas ou pseudo-famosos ou, ainda, gostosas de olho grande em serem capa da Playboy são expostas ao extremo (e ao ridículo também) para todo o Brasil sem medo e sem pudor. Programas como o Big Brother, que a Globo produz (copiou, melhor dizendo), nunca me convenceram quanto ao método de escolha dos participantes ou mesmo o método de votação onde apenas porcentagens aparecem e nunca números exatos. Você lembra de quanto o Rodrigo (Cowboy) ganhou? Lembra também de quando o Rafinha venceu com apenas 0,15% de votos de diferença?

Enfim, esse foi o primeiro post (de uma série, ou não) sobre o BBB que eu farei aqui no “Fora do Ar”. Hoje eu to light e não quero polemizar tanto. Mas, deixe o Ibope subir (ou tentar subir novamente) e eu ficar mais interado, pois eu prefiro ver “Legendários” (blaaaarrrrghhh) do que ver Pedro Bial rateando e gaguejando nas tomadas ao vivo. Depois de mais de 10 (é isso?) anos de BBB ele não aprendeu ainda? Dá uma espiadinha na faculdade de novo Bialll!!

Quer argumentar? Xingue muito no Twitter: @Bobolhando.


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

1 Comentários/Trackbacks

  1. Saudades dos tempos em que Pedro Bial cobria coisas realmente históricas, como a queda do muro de Berlim, a dissolução da União Soviética ou a Guerra do Golfo.

    Fábio Lucas / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.