UFC 162: Os beijos do Aranha

Tudo começou com o primeiro beijo: um selinho na pesagem no dia anterior. Até aí, tudo bem para armar o circo. Para armar o show. Mas algo de diferente iria acontecer com Anderson Silva, A.K.A. “Spider”.

Enfim, um UFC que vi por inteiro, antes durante e até a primeira luta do card preliminar, que teve um primeiro round maçante, mas no segundo, com um vacilo dde David Mitchell, Mike Pierce aproveitou e o nocauteou.

A segunda luta foi muito agressiva. Tanto que nem o gongo salvou o adversário de Melancon. Um direto de esquerda nos últimos 5 segundos acabou com a esperança de fazer o Baczynski voltar pra casa.

Na luta entre os Brasileiros Rafaello Oliveira e Edson Jr., Trator praticamente foi amputado, pois Júnior o agrediu com 31 chutes a parte externa de seu joelho. Nunca tinha visto isso. Muito sinistro a destruição feita na perna do Rafaello. Uma excelente luta, mas ficou a preocupação pela lesão na perna do Trator. Herb Dean foi fundamental na decisão de encerrar a luta.

Gabriel Napão contra Herman foi uma luta que quase não deu nem para perceber de tão rápida. Um tiro na ponta no queixo de Herman acabou com a luta em pouquíssimos segundos. A sacanagem foi por uma arbitra pra tomar conta de dois pesados. Risos.

Tokudome e Norman Parke fizeram a penúltima luta do preliminar. Uma boa luta que foi até o final do 3o round. E, por decisão dos juízes, o irlandês levou a luta, por poucos pontos.

Leben e Craig foram até o final do 3º round também, mesmo com o quase T.K.O. dado por Yves Lavigne a favor de Andrew. Porém, Leben conseguiu voltar a ficar de pé, mas pedeu por pontos e pelo cansaço para Craig.

A primeira luta do card principal foi entre Cub Swanson e o russo Denis Siver. Depois de tomar muito no começo da luta, Swanson detonou Silver de um modo que atordoou até o Herb Dean, que só parou a luta quando Swanson parou de bater no adversário. Umas das melhores lutas da noite, sem duvidas.

Muñoz e Boestsch, na categoria de médios foi mais uma luta sensacional em uma noite que já valeu os 50 reais mensais da mensalidade do Combate. Muñoz, que perdeu mais de 40 kg depois de uma depressao, protagonizou uma vitoria épica (por pontos) em uma luta altamente técnica e cheia de manobras “plásticas” entre os dois lutadores. Sensacional.

Roger Gracie não conseguiu manter o legado da família no UFC. Além de Kenedy ter dominado todos os 3 rounds, Roger foi vencido pelo cansaço. Foi a pior luta da noite, sem duvidas. Resta aguardar as próximas lutas do novo Gracie no UFC para ver se ele vai se recuperar.

Na luta q precedeu a principal, Frank “a lenda” Edgar encarou Charles do Bronx e ambos protagonizaram uma luta de fazer o publico aplaudir de pé. Trocaçoes, quedas e muita resistência dia dois lados. Mas, no final, deu Edgar, mostrando que ainda faz seu nome brilhar no UFC.

ufc162

“Sem violência!!” – Silva, Anderson. Não entendeu? Clique aqui.

A luta principal foi uma verdadeira patacoada de Anderson Silva. Brincou, brincou e acabou tomando uma no queixo de Weidman e caiu igual a uma jaca podre no chão. Perdeu a luta, perdeu o respeito entre seus fãs e perdeu a moral para um profissional que não brinca no octógono. Não aceitou a revanche e pagou de humilde em seu discurso, ao final da luta. Bom, não foi. Nem um e nem outro.

Enfim, cai um mito e ficam os recordes.

Depois, nos bastidores e na coletiva, o papo foi outro. Anderson parece que levou um puxão de orelha do seu assessor de imprensa (ou de Dana White) e mudou um pouco o discurso. Não falou mais em aposentadoria, mas um descanso temporário e que iria pensar em revanche apenas daqui a dois meses (em entrevista para Daniel Zuckermann, do Pânico). Disse, também, que foi no limite da sua esquiva e, como não dava mais para esquivar, levou o golpe que o fez dar o segundo beijo: na lona. Mas, junto com a mudança nas respostas de Spider, veio teorias, conspirações e até investigações, que você poderá ler nos links:

Tudo combinado: A vitória do azarão, movimentação na categoria e a mega revanche;

Teoria da conspiração: O novo herói americano e a liberação do MMA em Nova Iorque e;

Aposta de 1 Milhão de Dólares é investigada pelo Gaming Control Board.

Agora é aguardar os novos capítulos disso que, além de uma “demonização” de um ídolo, virou uma belíssima novela investigativa.


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*