Histórias de mineiros em Guarapari

Parece que Mineiro não tem mais nada o que fazer, não é verdade? Mais de 5000 km de litoral no Brasil e eles caem aonde? Em Guarapari (para você que é de Marte e não sabe onde fica, é no ES, ok?).

Lembro-me da época em que alguns mineiros estavam soterrados em uma mina. Os noticiários ficaram quase 1 mês falando sobre a mesma coisa. Visto que isso não é nada, já que eu fico cerca de 3 meses (de Dezembro a Fevereiro) só ouvindo falar sobre mineiros aqui na cidade. Sem contar que aqui o Salva-vidas não é valorizado. Eles salvam mais mineiros, com menos recursos (e salários) do que gastaram para resgatar meia dúzia lá no Chile.

Farofada: comida preferida da espécie Turistus Farofeirus.

Todo ano, mais de 500.000 (Sim, quinhentos mil) mineiros saem de casa e vão parar em algum buraco. Mas não é para extraír ouro, carvão ou diamantes. E sim para buracos como Iriri, Piúma, casas com 8000 quartos em Guarapari…

Falando em mineiro entrando em buraco, lembro-me de uma excursão que veio de Uberaba e que ficou toda aquela trupe de farofeiros do lado da minha casa. Tipo, sairam de um buraco e foram para outro. Like a tatu. Aliás, em buraco de coelho, tatu caminha dentro? Respondam aí nos comentários.

Voltando ao assunto daqueles mineiros do Chile, o mundo inteiro se preocupou com 33 mineiros. As prefeituras do entorno de Guarapari (e ela mesma), cagam para mais de 300.000 só no Verão. Precisam de ver como eles são bem tratados aqui. Principalmente pelo comércio em geral.

Este texto é uma mescla de ficção com realidade. Mais realidade do que ficção. Afinal, eu queria mesmo que não tivesse um pouco de verdade nele mas, para isso acontecer, teria que dar um reset na cidade, ou uma bomba atômica mesmo.

Vem chegando o verão…”.


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Ex-pagodeiro, Empresário, Gamer, Capixaba e criador desse e de outros ~trocentos~ blogs. Está nessa vida desde 2003, mas não ficou nem rico e nem famoso. Gosta muito de receber brindes, mas é sempre esquecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*